Pasta de amendoim: engorda ou emagrece? É boa no pré-treino?


 

Ela já está inserida na dieta de quem malha, isso porque suas proteínas são fontes de energia, que auxiliam na construção dos músculos. O potássio e o magnésio presentes também ajudam na recuperação muscular, garantindo mais repouso para os músculos. Uma pergunta que sempre me fazem é se ela emagrece ou não? A pasta de amendoim é alimento com valor energético alto, porém possui poucos carboidratos. Tem elevado teor de Proteínas e Fibras Alimentares. Quando aliada a uma fonte de carboidrato integral aumenta a sensação de saciedade, evitando beliscadas entre as refeições. Mas cuidado com os excessos! Quem busca emagrecimento deve incluir a pasta de amendoim integral no plano alimentar com a orientação médica, pois somente assim será possível saber a quantidade ideal de consumo para ter os melhores resultados.

De maneira geral, é recomendada a ingestão diária de uma colher de sopa cheia (15g) de pasta de amendoim, que fornece aproximadamente 90 calorias. Já quem malha pode comer duas colheres de sopa por dia, para ter mais energia durante o treino. Essa quantidade pode variar de pessoa para pessoa, dependendo de suas necessidades nutricionais. Você pode consumi-la também após o treino ou mesmo na ceia, uma colher de pasta de amendoim integral antes de dormir para evitar o catabolismo.

 

Atenção aos Rótulos

Consuma a pasta de amendoim integral e sem açúcar. Muitas marcas adicionam açúcar refinado, sal e gordura hidrogenada ao produto, o que colabora para o ganho de gordura localizada e o aumento de peso. Também é importante não se deixar enganar por alternativas que parecem inofensivas. Atualmente, encontramos à venda opções de pasta de amendoim com açúcar de coco, que apresenta baixo índice glicêmico, mas não deixa de ser um açúcar.

 

Para fazer em Casa

 

Você também pode produzir pasta de amendoim caseira. Vai precisar apenas de amendoim torrado, sem pele e sem sal e um processador de alimentos. Os grãos são colocados para bater e deixados lá até virarem pasta (mais ou menos 15 minutos de processamento contínuo). A própria gordura do amendoim vai dar consistência. No liquidificador também dá para fazer, mas demora um pouco mais para os grãos virarem pasta.


sobre Willy Mathias

Dr. Willy Quirino Mathias - Formado em medicina pela pontifícia universidade católica de Campinas (PUCCAMP) Pós-graduado em nutrologia (ABRAN) Pós-graduado em medicina esportiva (HZM)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *